Um

Uma árvore grande dava sombra ao refeitório da McKinley High School, que estava movimentada com a empolgação dos alunos sobre o grande passeio de formatura para o Red River Park Adventure, mas a mente de Wendy Christensen estava em outras coisas. Ela era uma menina, séria, serena, com longos cabelos ondulados castanhos que caíam sobre os seus olhos de uma maneira suave, a franja despenteada, e uma intensidade feroz era conduzida em seus grandes olhos escuros.
Ela era muito bonita, mas não parecia pensar duas vezes sobre isso. Ao contrário de muitas de suas colegas, que pareciam desperdiçar cada hora acordada perdidas no feminismo. Angústia sem motivos, obcecadas com seu peso, sutiãs maravilhosos, a maquiagem e os tons que estavam em alta na estação e, o mais importante, chamar a atenção dos meninos, a todo custo. Wendy dava muito pouca atenção à sua aparência. Seu corpo, com uma roupa limpa e prática, era naturalmente magro, mas bem tonificado e em forma, mas não porque ela era preocupada com a perfeição em conformes com o padrão da TV, mas porque ela precisava dar uma caminhada toda manhã, para ajudar a limpar sua mente e manter seu foco para o dia que viria. Seu namorado, Jason Wise, muitas vezes brincava com ela sobre o fato dela levar as coisas muito a sério. Bizarramente controladora, ele a chamava. Ela sabia que ele provavelmente estava certo, mas ela realmente não via nada de errado em querer tomar controle de sua vida. Muitas pessoas simplesmente vivem sem um sentido em sua existência caótica, sem metas e sem planos, e de repente ficam tão chocadas quando as coisas inevitáveis dão errado.
Além disso, Wendy sabia que, apesar de toda a provocação, Jason gostava muito dela e da maneira certa. Na verdade, ele era um garotinho mal que realmente precisava ser levado pela mão e ter alguém do lado para o dizer o que fazer. Viril e bonito, com um rosto fácil e expressivo, Jason era um atleta popular e bem respeitado que poderia ter pegado quem ele quisesse de McKinley, mas ele escolheu Wendy. Mesmo sabendo que ela era virgem e pretendia continuar assim, ele tinha a cortejado durante meses com um tipo de determinação assustadora até que ele finalmente conseguiu o cargo. Ele dizia que a amava, e ela tinha certeza que também o amava muito, mas as coisas estavam complicadas e ficando ainda mais complicadas a cada dia que se passava. Ela tinha acabado de receber sua carta de aceitação da Yale. Jason tinha se esforçado e tinha sido aceito para a Universidade de Nevada, Las Vegas com uma bolsa de estudos integral, por um histórico escolar atleta. Tirando a distância física, as duas escolas viviam e estavam em planetas diferentes. Wendy estava indo para uma faculdade pesada, a concorrência era intensa e, eventualmente, um grau de prestígio estava em jogo. Jason estava indo para um lugar onde sobrava cerveja, Jell-O shooters, e vadias formadas em sexo oral. Wendy estava distante de acreditar de que ele iria permanecer fiel durante a longa separação, e ela sabia que ambos estariam ocupados demais com suas aulas novas, para se preocupar com o drama e as dificuldades de manter um relacionamento a distância. A única maneira de manter o controle da situação seria acabar com ela, mas sentada ali, ela apenas se aconchegou entre as pernas longas e musculares de Jason em um banco de cimento no refeitório do colégio McKinley. Wendy sentiu uma onda de calor, um amor melancólico por ele. Sentiu quase uma nostalgia presciente, como se ela fosse visitar algum lugar de sua infância que em breve iria fechar as suas portas para sempre. Ela só queria aproveitar o que eles tinham enquanto durasse.
Encostada contra seu peito, ela espontaneamente decidiu que queria ir até o fim com ele. Ela sempre achou que seria melhor esperar, mas não tinha qualquer objetivo específico, como o casamento ou uma certa idade em mente. Ela sempre tinha dito a si mesma que só ela saberia quando estivesse pronta. Seria bom com ele e ela sabia disso. Ela confiava nele, e confiança ela nunca tinha encontrado tão fácil. Levaria um longo tempo para ela ser capaz de construir esse nível de confiança com alguém novamente. Ela não
queria ser uma virgem aos trinta. Além disso, seria quase um crime deixar o corpo atlético dele ir para o lixo. Enquanto muitas meninas perdiam a virgindade num relacionamento que acreditavam que duraria para sempre, para Wendy, parecia ser a maneira perfeita de dizer adeus.
"No que você está pensando, Wednesday?" Jason perguntou.
Wendy inclinou a cabeça para trás e sorriu olhando para o rosto de Jason, bonito e confuso. "Sua mãe trabalha a noite hoje?" ela perguntou.
A mãe de Jason era solteira, uma enfermeira que muitas vezes trabalhava até altas horas. Se ela trabalhasse a noite, Wendy e Jason poderiam ficar sozinhos até as seis horas.
"Ela tem trabalhado a noite todos os dias dessa semana" respondeu Jason. "Porquê?"
Wendy se virou no banco até o encarar completamente, e olhou em seus olhos confusos. Ela se inclinou e o beijou.
Ele respondeu imediatamente ao seu toque inesperado, puxando-a para perto e beijando-a de volta com uma força urgente. Ela colocou a mão em seu peito quente e o empurrou suavemente para trás.
"Depois do passeio esta noite, em Red River," ela disse "Eu vou quebrar meu toque de recolher, depois de escapar do parque. Encontre-me na esquina e nós podemos ir para sua casa."
"Wendy", disse Jason, com os olhos arregalados. "Você quer dizer...?"
"Sim", disse ela, sorrindo. "Você não se importa, não é?"
"Se eu me importo?" Ele balançou a cabeça. "Você está brincando?"
Seu rosto estava tão bonito e coberto de amor e desejo que ela se sentiu mal por estar sendo tão casual sobre o fim de seu relacionamento.
Talvez ela estivesse errada. Talvez eles pudessem encontrar uma maneira de fazer as coisas darem certo.
Ele a beijou novamente, desta vez mais profundamente, colocou as mãos nos cabelos dela, e estava quase pronto para começar ali mesmo.
"Hey," ela disse suavemente, terminando o beijo de novo. "Calma, tigrão. Haverá tempo de sobra para isso e muito mais, esta noite."
Ele olhou ao redor, se abaixou e se ajustou com um olhar cômico de tormento.
"Nesse ritmo" disse ele "eu não sei se eu vou sobreviver tanto tempo."
"Tenha autocontrole, Jason," Wendy respondeu com um sorriso. "É só ter autocontrole."
Ele riu e, em seguida, seu rosto ficou subitamente sério. "Eu te amo tanto, Wendy", disse ele.
"Eu sei", disse Wendy. "Eu também te amo, Jay."
"Ouça", ele disse. "Talvez não seja tarde demais para mim ..." Fez uma pausa, seus olhos buscaram algo. "... Procurar algum lugar mais perto de Yale. Poderíamos encontrar um lugar juntos, fora do campus, ou algo do tipo."
Wendy colocou um dedo nos lábios dele. "Não se preocupe com isso agora", disse ela.
Ele a beijou novamente.
"Cara! a faculdade, cara!"
Jason se separou de Wendy e ambos olharam para cima. O melhor amigo de Jason, Kevin Fischer estava de pé em cima deles com a namorada Carrie Dreyer logo atrás. Kevin usava uma camiseta de formatura com as mangas cortadas, revelando os seus braços musculosos. Ele era tudo sobre atletas que Jason não era. Tudo que Wendy não gostava: alto, arrogante, sempre fazendo piadas grosseiras e comentários sujos. Jason dizia que ele não era assim o tempo todo, que ele era realmente inteligente e atencioso se você o conhecesse, mas se isso fosse verdade, ele escondia muito bem de Wendy . Ele parecia saber tudo na terra sobre filmes de ação ruins, esportes e pornografia, e um pouco mais. Ele e Jason tinha sido melhores amigos desde o ensino fundamental e tinham sua linguagem secreta e complexa formada de referências de filmes de ação e rimas bizarras, piadas que não faziam sentido para ninguém, a não ser eles. Wendy sempre odiava a
maneira que Jason parecia regredir ao nível de Kevin,com barulhos estranhos, peidos e piadas sobre peitos sempre que se juntava com Kevin. Kevin poderia ser um gênio em segredo, mas ela ainda não gostava de ter
ele por perto.
Kevin ergueu uma mão, e Jason bateu nela.
"Sim,cara", disse Jason. " É a faculdade. Pode apostar."
"O que há com você, cara?" Kevin perguntou, franzindo a antes de Jason pensar em responder. "Você não está puto comigo agora, não é?"
Jason balançou a cabeça. "De jeito nenhum, cara."
"Number one party school in the US of A," Kevin cantou. "I´m talking double bad, flying ninja, Foxy Brown, power parties, J-dog!"
Kevin fez uma série de movimentos cômicos de karate faux, com alguns ruídos e barulhos elevados que se comparavam a Bruce Lee ou uma galinha botando. Jason lançou um olhar constrangido para Wendy.
"Tudo bem, K-dog". Jason disse.
"Cara, eu mal posso esperar para chegar lá!" Kevin disse. " Eu queria ter me inscrito para começar essa droga nas férias. Você já ouviu falar sobre essas festas incríveis que eles dão naquelas baladas?" [...]

[...] "Bolhas se formavam na pele das garotas, estouravam e elas se debatiam, refletidas agonizando no espelho da cama.
Elas poderiam ter pensado em processar o salão, poderiam ter esquecido de todos os momentos doces e meigos que passaram juntas ao longo dos anos, mas ali no desespero, em vez de tentarem escapar, as duas apenas proclamavam seu amor imortal e a lealdade que tinham e que duraria para sempre. Elas sabiam que não havia nada a fazer.
Tudo o que elas podiam fazer era gritar e se contorcer. De repente, todas as lâmpadas nas duas
camas começaram a explodir como foguetes, enviando raios de choques elétricos e chamas dançantes
acima e abaixo das garotas apavoradas. Suas peles e cabelos queimavam alegremente e começavam a rachar e estalar.
Elas não conseguiram gritar mais." [...]


[...] " 'Eu acho que tenho uma idéia de onde encontrá-los' Wendy disse e balançou a cabeça. 'É melhor eu ver onde Ian e Erin estão agora' Ela revirou a bolsa atrás do celular. 'Eles não trabalham na Homeland Depot ou algo do tipo?'?
'Sério?' Kevin disse incrédulo 'As gêmeas sofrimento e escuridão vendendo plantas embaladas e azulejos lavados, Ian sendo um McKinley com todo aquele glamour...Vá entender. Esses dois não gostam de ser previsíveis' ". [...]


[...] "Erin pegou a mão de Ian e o guiou passo a passo em meio ao caos escuro e vermelho do pequeno santuário de Ian, entrando no escritório. Ela sempre tinha certeza de que os óculos dele estavam na mesa, enfiados no meio de alguns rabiscos amassados, e é claro, estavam. Ela pegou os óculos e os ajeitou gentilmente no rosto magro de Ian. Como ela poderia o deixar para trás? Honestamente, ela não tinha idéia do que ele iria fazer sem ela. " [...]

[...] "O carrinho acelerava de volta a colina que tinha passado momentos antes. Um pouco antes da colina, num ponto em declínio, havia uma ruptura nos trilhos. Para os carrinho seguindo na direção correta, era só um solavanco de três centímetros, mas indo na direção contrária, era um obstáculo de metal de três centímetros. As rodinhas do carrinho de Wendy – o último – se chocaram no obstáculo erguido nos trilhos, e pararam. Wendy foi esmagada em seu assento com um impacto que quebrou seu crânio e arremessou sangue de seu nariz e dos olhos. Na frente dela, três carrinhos, todos vazios, decolaram dos trilhos, e se curvaram sobre sua cabeça, como se fossem a cauda de um escorpião, enquanto a inércia os mantinha em movimento.
O carrinho de Wendy saiu dos trilhos e virou de ponta-cabeça no ar enquanto os outros carrinhos o puxavam para baixo. Semi-consciente, enquanto o sangue se espalhava por seu cérebro, ela viu o chão se erguendo a ela, num borrão vermelho escuro. O primeiro carrinho atingiu o concreto, então o segundo, então –
'Yo' O atendente disse. 'Não sabe ler não?' " [...]


Todos os direitos reservados.





Comente com o Facebook:

8 comentários:

  1. o Cara vc q escreveu o livro fanfic destino final você nunca sabera, eu tenhu algumas perguntas, na verdade uma em principal:
    Quais são os atores que você imagina serem os personagens

    ResponderExcluir
  2. Sim,eu que escrevi! =D

    Na verdade,eu nunca pensei muito em atores para interpretar os personagens,porquê era só uma fic...

    Mas em breve,eu posto aqui uma ficha completa do meus personagens,com as descrições físicas deles,tipo as que eu postei dos personagens dos filmes.

    E em breve vou escrever uma fanfic volume dois.

    ResponderExcluir
  3. quero mais trechos traduzidos :))))

    ResponderExcluir
  4. Valeu Emery!!

    Ei anônimo,eu comprei o livro e vai chegar mês que vem!!!

    Pode contar sim,eu vou postar vários trechos do livro.

    ResponderExcluir
  5. aee, você podia colocar aqui, capitulo por capitulo, depois colocar toda a historia voê podia colocar no 4shared para lermos inteiro, tipo uma fan fic!

    ResponderExcluir
  6. É,pode ser,dá trabalho,mas vamos ver o que sai,

    O livro chega no final de novembro ainda... ¬¬

    ResponderExcluir

REST IN PIECES

Fique por dentro das novidades da franquia Final Destination! RIPB é a maior fonte brasileira de informações sobre os filmes, contando com um acervo de personagens, curiosidades, detalhes de making-of, sinais de mortes, tradução de livros, fotos exclusivas, roteiros, erros, músicas, atores e muito mais.
Aprovado por Jeffrey Reddick!

SOBREVIVENTES

Vinicius Camargo: Administrador, Tradutor, Editor, Criador de Conteúdo, Galerias, Roteiros.

Otávio Azevedo: Editor, Criador de Conteúdo, Downloads, Vídeos, Edições.

Rafael Araújo: Criador de Conteúdo.

Andrew Bianchinne: Editor, Criador de Conteúdo, Designer e HTML.

INSCREVA-SE NO NOSSO CANAL!

Tecnologia do Blogger.

ESTAMOS NO FACEBOOK

LEITURA ONLINE

PARCEIROS

MAPA DO SITE

- FILMES:

PERSONAGENS:


POR TRÁS DAS CÂMERAS:

PERSONAGENS:






POR TRÁS DAS CÂMERAS:
Devil's Flight 

Roteiro/Script (em breve)


Conexões

DOCUMENTÁRIOS:

ORIGINAIS:

TÍTULOS:

LEITURA ONLINE:
Spring Break #2
Spring Break #3 (Em Breve)

Spring Break #4 (Em Breve)

Spring Break #5 (Em Breve)

CONTEÚDO EXCLUSIVO