Escrito por: David McIntee
Data de publicação: 15 de março de 2005
Publicado por: Black Fame

Final Destination: Destination Zero (Destino Final: Destino Zero) é um livro escrito por David McIntee, o segundo da série da Black Fame, baseado na premissa do filme.

Resumo oficial


Uma série impressionante de terror inspirada pela série de filmes de grande sucesso!

Depois que uma jornalista investigativa engana a morte em um ataque terrorista, ela vê a grande chance de uma história, contando as vidas dos sobreviventes em sua revista. Quando os sobreviventes começam a aparecer mortos, ela começa a suspeitar de um crime e se vê arrastada para um mundo do espiritismo e de conspirações que em última análise, a levam de volta à Inglaterra vitoriana e Jack Estripador.

Se você acha que conhece suspense e intriga, então você não conhece o Jack!


Nota: O livro conta a história de Patti, a protagonista, nos dias atuais e a mesma começa a ter flashbacks do passado, em que sua avó Juliet também enganou a morte. O livro tecnicamente conta duas histórias ao mesmo tempo e para melhor compreensão, iremos contar a história de cada um por vez.

Parte 1: A Inglaterra Vitoriana – 1888

A história começa em 1888, na casa número 4 da rua Mornington Crescent, onde Adrienne realiza seções espíritas com os cidadãos da cidade. Enquanto isso, o assassino Jack, o estripador, aterroriza as redondezas cometendo vários assassinatos a prostitutas, pois não aceita que elas tenham “estragado” seu próprio corpo humano, considerado uma arte por ele.
Durante uma sessão com o jornalista Matthew Upton, os arqueólogos Hector Barnes, Jane Stanley e Andrew Caine, o cirurgião Stewart Tubbs, e Julliet Collins e Bill Sangster.
Trabalhadores de uma construção civil trabalham em um túnel situado abaixo da casa, mas resolvem fazer uma pausa e esquecem o equipamento ligado.
O gás dos equipamentos começa a subir pelo chão da casa e acaba inflamando, pois a caldeira estava ligada. Uma catastrófica explosão acaba incinerando todos no local.
De repente Juliet acorda da premonição e consegue retirar todos do local (menos Adrienne e seus três empregados, que acham normal ela estar nervosa por mexer com espíritos)
A casa explode momentos depois, assim como previsto, matando Adrienne.
Juliet e Bill se tornam amigos e discutem sobre Jack, com Bill suspeitando que ele é um dos sobreviventes e desconfiando de Matthew, o jornalista.
Matthew, após escrever sobre a incompetência das autoridades em capturar Jack, decide entrevistar Juliet sobre sua visão.
Na volta para casa, Matthew decide tomar um atalho, mas acaba tropeçando e é empalado no peito por um tubo de metal revestido em ácido e produtos químicos hospitalares. Ele não se fere muito, mas percebe que o tubo está em chamas após sentir cheiro de carne queimada e seu peito pegando fogo. Com fumaça saindo de sua boca e incapaz de retirar o tubo, Matthew queima de dentro pra fora. Seu cérebro começa a cozinhar e seus globos oculares a ferver até explodirem pouco antes de morrer, deixando para trás apenas um coração preto murcho envolvido em fogo.
O cirurgião Stewart acaba descobrindo o corpo de Matthew durante uma autópsia e entra em choque.
Enquanto isso o grupo de arqueólogos (Hector, Jane e Andrew) se encontram para investigar um sarcófago, recebidos por Jane em sua casa. Querendo ter privacidade, Jane pede para seus mordomos Fitch e Jensen se retirarem e trancarem o grupo na sala do sarcófago.
Hector abre o sarcófago com um pé de cabra e acaricia os olhos da múmia com a mão, quando uma cobra venenosa presente dentro do sarcófago o morde no braço, o matando pelo veneno.
Jane e Andrew entram em pânico e gritam pelos mordomos, que não os ouvem. Enquanto Jane grita, a cobra pula em direção de sua boca e a morde na língua. Veneno começa a se espalhar pela sua boca e sua garganta começa a convulsionar, impedindo-a de respirar ou retirar a cobra de sua boca. Jane cai no chão e vomita enquanto o resto do veneno entope seu nariz e garganta. Jane engasga até a morte enquanto o veneno se espalha pela sua cabeça.
Andrew se desespera e tenta se defender com um pedaço de madeira, mas a cobra cospe veneno em seus olhos. Cego, Andrew cai e começa a gritar, enquanto inúmeras outras cobras saem do sarcófago e o mordem no tornozelo, braço, pescoço e virilha, espalhando veneno por todo seu corpo e matando-o.
Achando estranho os sobreviventes morrerem, Bill e Juliet procuram a espírita Helen Blavatsky, que os informa que a morte é “uma má perdedora” e que eles deixaram o universo fora de ordem ao não morrerem. Ela informa que é impossível evitar a morte, já que ela faz parte da vida.
Enquanto isso, o cirurgião anti-social Stewart é perseguido por um homem que pensa ter descoberto a verdadeira identidade do assassino Jack, o que faz Stewart pular pela janela com nada além de um lençol, deixando a prostituta que estava com ele para trás.
Precisando de roupas, ele entra em um quarto escuro e procura o interruptor de luz, apenas para esbarrar em um recipiente desconhecido com um gás nocivo e desmaia.
Seu corpo é levado para o cirurgião Keith Swallow, que decide fazer uma autópsia ao vivo para seus alunos.
Com um bisturi, Keith lentamente abre Stewart da virilha até o peito, puxando suas costelas. Com suas entranhas expostas, Keith pega um pulmão de Stewart, estranhando o fato de estar tão molhado e com tanto sangue derramado. O coração milagrosamente começa a bater e Stewart acorda e tenta gritar, seu outro pulmão enchendo de sangue. Incapaz de fazer algo, Stewart morre na mesa de operação, na frente de Keith e deixando seus alunos em estado de choque.
O assassino Jack continua com seus assassinatos a prostitutas, e Bill suspeita do cirurgião anti-social Stewart, sem saber que ele já está morto
Encontrando a sacola de Stewart deixada para trás, Bill o procura enquanto Juliet decide ir a policia. No caminho ela encontra Jack matando outra de suas vítimas, e reconhece a identidade do assassino como sendo a do próprio Bill. Uma perseguição se inicia e termina em uma ponte levadiça, onde Bill perde uma das mãos e tem seu braço preso aos mecanismos da ponte. Bill é lentamente esmagado e moído pelas engrenagens girando.
Enquanto isso Juliet cai na água e se afoga, pouco antes de um homem chamado Wagg passar e a reanimar, dando-lhe uma “nova vida”
Quando questionada sobre a identidade de Jack, Juliet prefere não contar pois o resto da cidade irá atrás da família dele, que não tinha nada a ver com a história.
Concordando, o policial diz que pelo menos está feliz por ele estar morto.

Acidente Inicial

Mornington Crescent

Number Four Mornington Crescent é o endereço da rua de uma casa de propriedade da Madame Adrienne. É o local do desastre que ocorre na Inglaterra vitoriana.
  
Como a explosão aconteceu


Trabalhadores de uma construção civil trabalhavam em um túnel situado abaixo da casa, mas resolvem fazer uma pausa e esquecem o equipamento ligado.
O gás dos equipamentos começa a subir pelo chão da casa e acaba inflamando, pois a caldeira estava ligada. Uma catastrófica explosão acaba incinerando todos no local

Número de mortos: 4

Sobreviventes

    Juliet Collins (viva, embora morreu por causas naturais)
    Matthew Upton (falecido)
    Hector Barnes (falecido)
    Jane Stanley (falecida)
    Andrew Caine (falecido)
    Stewart Tubbs (falecido)
    Bill Sangster (falecido)

Casualidades

    Adrienne
    Três dos servos de Adrienne.

Personagens


Juliet Collins

Juliet Collins é uma personagem do livro Final Destination: Destination Zero. Ela é a protagonista principal durante a história vitoriana e é filha de Gilbert Collins. Ela também é a única que viu o acidente no Mornington Crescent ocorrer e é a bisavó da Patricia Fuller. Desobedecendo as ordens de seu pai, Juliet escapou de sua casa para que ela pudesse assistir a uma sessão espírita para ver o tipo de pessoas que andavam por lá. Ela escolheu Madame Adrienne como sua médium, que vivia na Number Four Mornington Crescent. Quando ela entrou na casa e foi apresentada a todas as pessoas de lá, Matthew Upton, Hector Barnes, Jane Stanley, Andrew Caine, Stewart Tubbs e Bill Sangster, todo mundo se sentou e começou a acompanhar a sessão. Imediatamente depois que eles começaram, Juliet teve uma visão de toda a casa explodindo e queimando todos vivos. Após a visão, Juliet decide sair de casa, e inevitavelmente convence a todo mundo a sair também. Enquanto toda a gente começa a ir embora, a casa explode, assim como Juliet previu, matando Adrienne e todos os seus servos. Juliet matou Bill Sangster no final e morreu de causas naturais com o passar dos tempos.

Matthew Upton

Matthew Upton é um personagem do livro. Matthew é um sobrevivente do acidente no Crescente Mornington e é um editor de jornal do Clarion. Ele é também um homem aparentemente obeso e anti-higiênico. Vários anos antes de vir para a Inglaterra, Matthew era um soldado durante uma guerra no Afeganistão, onde ele testemunhou muitos dos seus camaradas serem dilaceradas por uma tribo, e a memória o assombra desde então.
Mateus é o primeiro sobrevivente do acidente no Crescente Mornington a morrer.

Morte

Após escrever sobre a incompetência das autoridades em capturar Jack, decide entrevistar Juliet sobre sua visão.
Na volta para casa, Matthew decide tomar um atalho, mas acaba tropeçando e é empalado no peito por um tubo de metal revestido em ácido e produtos químicos hospitalares. Ele não se fere muito, mas percebe que o tubo está em chamas após sentir cheiro de carne queimada e seu peito pegando fogo. Com fumaça saindo de sua boca e incapaz de retirar o tubo, Matthew queima de dentro pra fora. Seu cérebro começa a cozinhar e seus globos oculares a ferver até explodirem pouco antes de morrer, deixando para trás apenas um coração preto murcho envolvido em fogo.

Sinais/Indícios

 * Ao morrer, Matthew vê seus pais, que tinham morrido há duas décadas.

* Matthew também vê os demônios com asas escuras se aproximando dele antes de morrer.

Hector Barnes

Hector Barnes é um personagem do livro Final Destination: Destination Zero. Ele é um sobrevivente do acidente que ocorreu no Mornington Crescent. Ele é um professor de egiptologia.
Hector é o segundo sobrevivente do acidente do Crescente Mornington a morrer.

Morte

Hector abre o sarcófago com um pé de cabra e acaricia os olhos da múmia com a mão, quando uma cobra venenosa presente dentro do sarcófago o morde no braço, o matando pelo veneno.
Jane e Andrew entram em pânico e gritam pelos mordomos, que não os ouvem. Enquanto Jane grita, a cobra pula em direção de sua boca e a morde na língua. Veneno começa a se espalhar pela sua boca e sua garganta começa a convulsionar, impedindo-a de respirar ou retirar a cobra de sua boca. Jane cai no chão e vomita enquanto o resto do veneno entope seu nariz e garganta. Jane engasga até a morte enquanto o veneno se espalha pela sua cabeça.
Andrew se desespera e tenta se defender com um pedaço de madeira, mas a cobra cospe veneno em seus olhos. Cego, Andrew cai e começa a gritar, enquanto inúmeras outras cobras saem do sarcófago e o mordem no tornozelo, braço, pescoço e virilha, espalhando veneno por todo seu corpo e matando-o.

Sinais/Indícios

* Antes de sair da sala,  Fitch nota o que parece ser uma nuvem de fumaça negra emanando do sarcófago.

* Depois de trancar a porta, Jane joga a chave sobre uma mesa. Presumivelmente, manipulada pela Morte, a chave, despercebida por todos, desliza sobre a mesa e cai na sombra de uma estante.

Jane Stanley

Jane Stanley é uma personagem do livro. Ela é uma sobrevivente do acidente que ocorreu no Mornington Crescent. Ela também é a esposa de Sir Norman Stanley e parceira de Hector Barnes e Andrew Caine em sua pesquisa de Egiptologia.
Jane é a terceira sobrevivente do acidente do Crescente Mornington a morrer.

Morte

Hector abre o sarcófago com um pé de cabra e acaricia os olhos da múmia com a mão, quando uma cobra venenosa presente dentro do sarcófago o morde no braço, o matando pelo veneno.
Jane e Andrew entram em pânico e gritam pelos mordomos, que não os ouvem. Enquanto Jane grita, a cobra pula em direção de sua boca e a morde na língua. Veneno começa a se espalhar pela sua boca e sua garganta começa a convulsionar, impedindo-a de respirar ou retirar a cobra de sua boca. Jane cai no chão e vomita enquanto o resto do veneno entope seu nariz e garganta. Jane engasga até a morte enquanto o veneno se espalha pela sua cabeça.
Andrew se desespera e tenta se defender com um pedaço de madeira, mas a cobra cospe veneno em seus olhos. Cego, Andrew cai e começa a gritar, enquanto inúmeras outras cobras saem do sarcófago e o mordem no tornozelo, braço, pescoço e virilha, espalhando veneno por todo seu corpo e matando-o.

Sinais/Indícios

* Antes de sair da sala, Fitch nota o que parece ser uma nuvem de fumaça negra emanando do sarcófago.

* Depois de trancar a porta, Jane joga a chave sobre uma mesa. Presumivelmente, manipulada pela Morte, a chave, despercebida por todos, desliza sobre a mesa e cai na sombra de uma estante.

Andrew Caine

Andrew Caine é um personagem do livro. Ele é um sobrevivente do acidente que ocorreu no Mornington Crescent  e é  estudante de Hector Barnes em seu campo de egiptologia.
Andrew é o quarto sobrevivente a morrer.

Morte

Hector abre o sarcófago com um pé de cabra e acaricia os olhos da múmia com a mão, quando uma cobra venenosa presente dentro do sarcófago o morde no braço, o matando pelo veneno.
Jane e Andrew entram em pânico e gritam pelos mordomos, que não os ouvem. Enquanto Jane grita, a cobra pula em direção de sua boca e a morde na língua. Veneno começa a se espalhar pela sua boca e sua garganta começa a convulsionar, impedindo-a de respirar ou retirar a cobra de sua boca. Jane cai no chão e vomita enquanto o resto do veneno entope seu nariz e garganta. Jane engasga até a morte enquanto o veneno se espalha pela sua cabeça.
Andrew se desespera e tenta se defender com um pedaço de madeira, mas a cobra cospe veneno em seus olhos. Cego, Andrew cai e começa a gritar, enquanto inúmeras outras cobras saem do sarcófago e o mordem no tornozelo, braço, pescoço e virilha, espalhando veneno por todo seu corpo e matando-o.

Sinais/Indícios

* Antes de sair da sala, Fitch nota o que parece ser uma nuvem de fumaça negra emanando do sarcófago.

* Depois de trancar a porta, Jane joga a chave sobre uma mesa. Presumivelmente, manipulada pela Morte, a chave, despercebida por todos, desliza sobre a mesa e cai na sombra de uma estante.

Stewart Tubbs

Dr. Stewart Tubbs é um personagem do livro. Ele é um sobrevivente do acidente do Mornington Crescente e é um médico que realiza autópsias no necrotério da cidade.
Tubbs é o quinto sobrevivente do acidente do Crescente Mornington a morrer.

Morte

Stewart era perseguido por um homem que pensa ter descoberto a verdadeira identidade do assassino Jack, o que faz Stewart pular pela janela com nada além de um lençol, deixando a prostituta que estava com ele para trás.
Precisando de roupas, ele entra em um quarto escuro e procura o interruptor de luz, apenas para esbarrar em um recipiente desconhecido com um gás nocivo e desmaia.
Seu corpo é levado para o cirurgião Keith Swallow, que decide fazer uma autópsia ao vivo para seus alunos.
Com um bisturi, Keith lentamente abre Stewart da virilha até o peito, puxando suas costelas. Com suas entranhas expostas, Keith pega um pulmão de Stewart, estranhando o fato de estar tão molhado e com tanto sangue derramado. O coração milagrosamente começa a bater e Stewart acorda e tenta gritar, seu outro pulmão enchendo de sangue. Incapaz de fazer algo, Stewart morre na mesa de operação, na frente de Keith e deixando seus alunos em estado de choque.

Sinais/Indícios

* No necrotério, Tubbs coloca um copo de uísque e faz um brinde a um esqueleto, afirmando: "Aqui para nós."

* Assim que o gás começa a vazar, Tubbs vê o que parece ser a órbita de um fantasma olhando para ele.

* Tubbs percebe que o gás, em vez de dissipar, parece zerar dentro dele.

* Sob a influência do gás, Tubbs se sente um arrepio perigoso e frio em torno de seu corpo antes de desmaiar.

Bill Sangster

Bill Sangster é um personagem do livro. Um artista residente na Grã-Bretanha no século 19, Bill foi secretamente o assassino em série apelidado de "Jack, o Estripador" pelos jornais. Bill saia de noite para matar as prostitutas, acreditando que o corpo humano era uma obra de arte e que matar e desmontar as "damas da noite" (que tinham sujado sua beleza) era essencial.
Bill foi o último a morrer.

Morte

Juliet Collins reconhece a identidade do assassino como sendo a do próprio Bill. Uma perseguição se inicia e termina em uma ponte levadiça, onde Bill perde uma das mãos e tem seu braço preso aos mecanismos da ponte. Bill é lentamente esmagado e moído pelas engrenagens girando.

Sinais/Indícios

•  A última carta que Bill enviou às autoridades para zombar deles foi assinada como "From Hell".
•  O número do último quarto em que Bill matou uma prostituta era o 13.
•  Pendurada acima do rio Tamisa, Juliet olha para baixo e percebe sombras tênues sobre a água.
• Quando Bill descobre que seu braço está preso, ele olha para os mecanismos e vê uma substância escura, semelhante aos hidrocarbonetos que cheiram a distância.

Parte 2 – Los Angeles, 2005

A história começa com a jornalista Patricia “Patti” Fuller, bisneta de Juliet, no metrô South Hill Metroline com seu namorado Will Sax enquanto os terroristas Sean Reilly, Leon Khalid e Dan Hoffman planejam ganhar dinheiro do governo detonando uma bomba no metrô, enviando ao FBI um vídeo com várias exigências dando a entender que tivesse sido mandado pela Al-Qaeda (para despistar, pois apenas uma exigência, vários milhões de dólares era o que eles realmente desejavam)
Usando um controle, o trio ativou a bomba, com a explosão destruindo completamente o trem e parcialmente a plataforma.
Patti acorda da visão e impede o agente de talentos Al Kinsey de entrar no metrô. Irritado, Al a empurra de lado e Will lhe desfere um soco. A briga evita o casal Hal Ward e Susan Fries de entrar, assim como o civil Zack Halloran. Momentos depois a explosão ocorre, matando várias pessoas.
O policial Jim Castle, acreditando que os terroristas podem vir atrás dos sobreviventes, começa uma investigação para descobrir seu paradeiro.
Hal, sendo um motorista de carros de demolição, decide ir a uma corrida após o acidente, mas não consegue competir, pois os fãs gritando o lembram das pessoas queimadas na explosão
Conseguindo uma folga, ele encontra sua namorada Susan e dormem juntos. Mais tarde Hal vai embora em sua moto. Preocupado com as pequenas rachaduras no solo causadas por um tremor de pequenas proporções, ele decide cortar caminho através de um riacho aparentemente seco e seguro. Dirigindo através do riacho, seu pé fica preso em uma raiz no solo e o motociclista acaba caindo da moto, quebrando a perna no processo. Em seguida, o riacho começa a inundar, mas Hal não consegue subir a superfície devido à lesão e ao peso do capacete. Para piorar, sua moto é jogada de um lado para o outro pela água, o acertando repetidas vezes. Incapaz de escapar, Hal se afoga.
Retornando de um trabalho em sua empresa de construções, Zack deixa o local da construção onde trabalha para descansar, quando ouve um dos trabalhadores gritar e um estampido. Zack olha para cima e avista um vidro vindo em sua direção, completamente o cortando ao meio da cabeça até a virilha. Seus restos são levados em dois sacos separados.
Patti tenta procurar sobreviventes anteriores, mas descobre que tanto Jess quanto Jamie (sobreviventes do primeiro livro) sumiram da face da terra, estando mortos ou se escondendo. Ela também procura à espírita Julianna Fiegl, que diz que os sobreviventes são “um vírus dentro de um corpo que precisa ser destruído o mais cedo possível”
O policial Jim reúne os sobreviventes e lhes mostra fotos dos terroristas, ainda acreditando que eles são os responsáveis pelas mortes mesmo com Patti insistindo que era a própria Morte.
Susan se retira do local irritada por achar que Patti está criando uma história para um artigo, enquanto Al não demonstra preocupação, embora acredite.
Dentro de uma oficina de automóveis, Susan carrega um balde de fibras de metal para um galpão quando a estática de suas roupas faz os fragmentos ficarem em chamas. Os cacos de fogo voam para fora do balde e queimam seu macacão. Antes que ela possa gritar ou apagar o fogo, ele toma conta de seu peito e pulmões, imediatamente incinerando seu torso.
Acompanhado de uma prostituta chamada Candi, Al se envolve em uma corrida de carros enquanto Candi lhe faz um oral. Quando seu adversário estoura o pneu em trilhos de trem, ele ri do azar deles, sem perceber que uma das calotas do adversário se solta e voa em direção dele através do pára-brisa. Candi, sentindo sangue escorrendo por cima de si, percebe o corpo decapitado de Al e consegue frear o carro antes de bater.
Will e Patti o encontram momentos depois, com a cabeça separada do corpo tendo rolado para o banco de trás. O choque de ver seu cadáver faz Will vomitar.
Enquanto isso, Jim descobre a localização dos terroristas e consegue prender Sean, mas Leon e Dan são mortos no confronto com a polícia.
Acreditando no fim dos assassinatos, Jim informa Will e Patti que eles estão a salvo, embora ela não acredite nisso. Patti sonha com o terrorista Sean, que lhe diz que não desejava causar a morte de ninguém.
Enquanto isso, Will vai trabalhar em uma loja e coloca um CD em um sistema tão potente que a força do volume estoura os fusíveis da loja. Will caminha para arrumar os interruptores e, quando os liga, as luzes estouram. Sabendo que está sendo seguido pela Morte, Will decide correr, mas um aparelho de DVD abre e atira um CD em sua direção, cortando seu rosto. Outro DVD atira e corta seu ouvido, enquanto mais um o corta nas costas. Engatinhando até a saída, Will tem sua panturrilha e bíceps esquerdo cortados por CDs. Em pânico, ele pula atrás de um carrinho de exposição e dá de cara com um CD Player novo segurando vários CDs de uma vez. Antes de ter a chance de desligá-lo, um CD corta sua mão e ele decide correr, mas é acertado em seu tendão e cai, antes de mais 6 CDs o empalarem nas costas e coluna vertebral  simultaneamente. Antes de morrer, um último CD aproveita para voar através do pescoço de Will, matando-o
Deprimida com a morte de Will, Patti tenta encontrar informações sobre Juliet, sua bisavó, e descobre que ela evitou a morte com uma “nova vida”.
Sabendo da existência de um canil próximo, com anestesia suficiente para ser considerada letal, ela vai até o veterinário Reese e o faz de refém, ameaçando quebrar seu braço caso ele não lhe dê uma dose letal de anestesia. Injetando a si mesma, ela diz para ele chamar a emergência enquanto morre lentamente. Durante a “morte”, ela tem um sonho e conhece Juliet, minutos antes de ser revivida.
Patti, com sua nova vida, decide recomeçar a viver normalmente.

Acidente Inicial

South Hill Metroline

South Hill Metroline é um metrô de Los Angeles do livro Destination Zero e é o local onde ocorre o acidente inicial.

Como o acidente aconteceu

Caçado pelas autoridades e as organizações que já foram filiadas com os terroristas Sean Reilly, Khalid Leon e Dan Hoffman, de alguma forma entraram em contato e uniram-se, adquirindo as peças necessárias para construir uma bomba de vários tipos de produtos. O trio planejava detonar a bomba no South Hill Metroline, fazendo o ataque parecer que foi causado pela Al-Qaeda, e enviando um vídeo para o FBI, com várias exigências (embora apenas queriam vários milhões de dólares, na verdade). Para explodir a bomba no metrô, os terroristas usaram um controle remoto para ativá-lo, e então, a explosão destruiu completamente o trem e parcialmente destruiu a plataforma.

Número de mortos: 38

Sobreviventes

    Patricia Fuller (viva)
    Hal Ward (falecido)
    Zack Halloran (falecido)
    Susan Fries (falecido)
    Al Kinsey (falecido)
    Will Sax (falecido)
  
 Um número desconhecido de outros (que não foram deveriam morrer na explosão) são mencionados como tendo sido hospitalizados pela explosão.

Personagens

Patti Fuller

Patricia "Patti" Fuller é a personagem principal do livro. Ela é uma jornalista da Borderlands Patrol e a protagonista feminina. Ela também é a namorada de Will Sax e a pessoa que viu a premonição da explosão do South Hill Metroline.
Patti e Will decidem que seria melhor ir para a casa de metrô em vez de dirigir, já que seria mais rápido. Enquanto eles estavam na estação do metrô, Patti teve uma visão do trem em que eles estavam explodindo devido a alguém ter colocado uma bomba na locomotiva. Patti fez uma confusão e impediu algumas pessoas de entrar, bloqueando as catracas. Um dos pedestres, Al Kinsey, tentou empurrar Patti para fora do caminho, e Will deu lhe um soco no nariz e o quebrou. Devido ao tumulto, o trem sai sem eles, deixando Kinsey, Sax, Fuller, assim como Susan Fries, Zack Halloran, e Hal Ward na estação. Poucos minutos depois, a visão de Patti se torna verdade e o trem explode, ferindo muitas pessoas na estação e matando 38 passageiros.
Patti acompanha a morte de todos, mas consegue sobreviver.

Hal Ward

Hal Ward é um personagem do livro. Ele é um piloto de carros de demolição e um sobrevivente da explosão do metrô. Ele também é o namorado de Susan Fries. Hal estava dirigindo seu carro durante uma corrida de demolição quando caiu e foi seriamente danificado. Apesar de Hal não estar ferido, ele é forçado a levar seu carro em uma oficina, que é por coincidência propriedade de Susan. Mais tarde, depois que os dois se encontram, eles decidem pegar o trem, no coração de Los Angeles. Quando ele está prestes a embarcar no trem Metroline, Patricia Fuller tem uma visão terrível do trem explodindo e matando todos a bordo.
Hal é o primeiro sobrevivente a morrer.

Morte

Hal, sendo um motorista de carros de demolição, decide ir a uma corrida após o acidente, mas não consegue competir, pois os fãs gritando o lembram das pessoas queimadas na explosão
Conseguindo uma folga, ele encontra sua namorada Susan e dormem juntos. Mais tarde Hal vai embora em sua moto. Preocupado com as pequenas rachaduras no solo causadas por um tremor de pequenas proporções, ele decide cortar caminho através de um riacho aparentemente seco e seguro. Dirigindo através do riacho, seu pé fica preso em uma raiz no solo e o motociclista acaba caindo da moto, quebrando a perna no processo. Em seguida, o riacho começa a inundar, mas Hal não consegue subir a superfície devido à lesão e ao peso do capacete. Para piorar, sua moto é jogada de um lado para o outro pela água, o acertando repetidas vezes. Incapaz de escapar, Hal se afoga.

Sinais/Indícios

* Um tremor ocorre no rio e cria rachaduras diversas que se parecem com uma mão esquelética que Hal tem em sua palma.

* Imediatamente antes de cair, Hal vê uma sombra escura aparecer na frente dele.

* Hal sente um vento frio na espinha.

Zack Halloran

Zack Halloran é um personagem do livro. Presidente de sua própria construção e organização, depois de parar num centro cívico no coração de Los Angeles para um compromisso sobre o seu trabalho de construção, ele se envolve em um acidente de carro com um agente de talentos chamado Al Kinsey. Depois que seus respectivos veículos são rebocados, Zack e Al vão para o metrô Metroline, mas são impedidos, juntamente com vários outros, de subir a bordo no metrô por Patricia Fuller, que afirma freneticamente uma bomba vai explodir em um dos vagões do metrô.
Zack é o segundo sobrevivente a morrer.
                            
Morte

Retornando de um trabalho em sua empresa de construções, Zack deixa o local da construção onde trabalha para descansar, quando ouve um dos trabalhadores gritar e um estampido. Zack olha para cima e avista um vidro vindo em sua direção, completamente o cortando ao meio da cabeça até a virilha. Seus restos são levados em dois sacos separados.

Sinais/Indícios

* Ao subir no elevador do prédio em que ele está trabalhando, Zack sente um calafrio repentino apenas como uma sombra passar rapidamente sobre ele.

Susan Fries

Susan Fries é uma personagem do livro. Ela é uma sobrevivente do South Metroline Hill e é mecânica de reparação de automóveis. Ela também é a namorada de Hal Ward. Depois de Hal visitar Susan dentro da oficina dela, os dois decidiram pegar o trem na South Hill Metroline Street.
Susan é a terceira sobrevivente a morrer.

Morte

Dentro de uma oficina de automóveis, Susan carrega um balde de fibras de metal para um galpão quando a estática de suas roupas faz os fragmentos ficarem em chamas. Os cacos de fogo voam para fora do balde e queimam seu macacão. Antes que ela possa gritar ou apagar o fogo, ele toma conta de seu peito e pulmões, imediatamente incinerando seu torso.

Sinais/Indícios

* Enquanto carregava as fibras, Susan vê uma sombra sinistra ao redor da borda do balde.

* Seu último nome é "Fries". Irônico o suficiente, é assim que ela morreu.

* O pai de Susan morreu também em um acidente três meses antes, coincidentemente na mesma loja.

Al Kinsey

Al Kinsey é um personagem do livro.  Al é um agente de talentos que se envolveu em um acidente de carro com um trabalhador da construção civil chamado Zack Halloran, forçando os dois a terem os seus veículos rebocados e pegando o South Hill Metroline
Al foi o quarto sobrevivente a morrer.

Morte


Acompanhado de uma prostituta chamada Candi, Al se envolve em uma corrida de carros enquanto Candi lhe faz um oral. Quando seu adversário estoura o pneu em trilhos de trem, ele ri do azar deles, sem perceber que uma das calotas do adversário se solta e voa em direção dele através do pára-brisa. Candi, sentindo sangue escorrendo por cima de si, percebe o corpo decapitado de Al e consegue frear o carro antes de bater.
Will e Patti o encontram momentos depois, com a cabeça separada do corpo tendo rolado para o banco de trás. O choque de ver seu cadáver faz Will vomitar.

Sinais/Indícios

* Al vê uma sombra escura deslizando ao longo do trilhos, pouco antes do outro carro bater e enviar a calota em sua direção.

* É irônico que Al perde a cabeça quando alguém lhe dá oral.

Will Sax

Will Sax é um personagem do livro. Ele é um sobrevivente do acidente  no South Hill Metroline e o namorado de Patrícia Fuller. Ele também é um funcionário da Circuit City e serve como o protagonista masculino.
Will é o último sobrevivente a morrer.

Morte
Will vai trabalhar em uma loja e coloca um CD em um sistema tão potente que a força do volume estoura os fusíveis da loja. Will caminha para arrumar os interruptores e, quando os liga, as luzes estouram. Sabendo que está sendo seguido pela Morte, Will decide correr, mas um aparelho de DVD abre e atira um CD em sua direção, cortando seu rosto. Outro DVD atira e corta seu ouvido, enquanto mais um o corta nas costas. Engatinhando até a saída, Will tem sua panturrilha e bíceps esquerdo cortados por CDs. Em pânico, ele pula atrás de um carrinho de exposição e dá de cara com um CD Player novo segurando vários CDs de uma vez. Antes de ter a chance de desligá-lo, um CD corta sua mão e ele decide correr, mas é acertado em seu tendão e cai, antes de mais 6 CDs o empalarem nas costas e coluna vertebral  simultaneamente. Antes de morrer, um último CD aproveita para voar através do pescoço de Will, matando-o

Sinais/Indícios

* Patti tem um sonho em que Sean Reilly, um terrorista que é parcialmente responsável pela explosão de trem, diz que ele não queria matar Hal, Zack, Susan, Al, ou Will. Patti fica chocada quando o nome de Will é mencionado, porque ela e Will são os únicos que não morreram ainda.

* Quando as luzes se apagam na loja, as TVs ligam de forma aleatória e mostram os rostos de Hal, Zack, Susan e Al, antes de revelar crânios brilhando na estática.

Mil créditos vão ao Pedro Henrique que me ajudou muito com os artigos dos livros da série.

Comente com o Facebook:

5 comentários:

  1. a respeito do bill vc esqueceu de colocar que ele começar a sentir uma afeição por juliet mas como ela descobriu sua identidade ela precisava morrer

    ResponderExcluir
  2. Muito bom esse artigo, me deu até vontade de ler o livro!

    ResponderExcluir
  3. Necessito desses livros

    ResponderExcluir
  4. a amiga da ante eroina do looks could kill como voces leram tem umacontovercia sobre a morte da kimberly corman ja que a patricia e a juliet sobreviven depois de serem ressucitadas entao e para voces e um pouco dificio entender que a kimberly pode ter sobrevivido pois apos ser ressucitada e como se a morte ja ter pego o que queria mas a sobrevivente retorna ganhando uma nova vida como dis o agente funerario no final destination 2 e tem uma possibilidade dele ter entrado na lista da morte antes como ele falou no final destination 5 quando fala que ja viu isso acotecer antes e apos tentar suicidio tentando se afogar num lago acaba sendo ressucitado ou matado alguem ou algo assim entao resumindo tudo ele des do comeco queria salvar somente a kimberly por isso que ele deu aquele enigma porque sabia que salvava aenasuma pessoa na lista se nao foce a kimberly le nao iria falar nada sobre uma nova vida e a versao da morte dela e apenas para o entreterimento nao serve como o original e nao pode ouvir somente com o produtor pois da verdade o destino da kimberly ta com os roteiristas e como voces leram a kimberly esta viva juta com a patricia e possivemente junta com o policial thomas , a wendy , a july e o kevin sendo os
    unicos sobreviventes da franquia

    ResponderExcluir

REST IN PIECES

Fique por dentro das novidades da franquia Final Destination! RIPB é a maior fonte brasileira de informações sobre os filmes, contando com um acervo de personagens, curiosidades, detalhes de making-of, sinais de mortes, tradução de livros, fotos exclusivas, roteiros, erros, músicas, atores e muito mais.
Aprovado por Jeffrey Reddick!

SOBREVIVENTES

Vinicius Camargo: Administrador, Tradutor, Editor, Criador de Conteúdo, Galerias, Roteiros.

Otávio Azevedo: Editor, Criador de Conteúdo, Downloads, Vídeos, Edições.

Rafael Araújo: Criador de Conteúdo.

Andrew Bianchinne: Editor, Criador de Conteúdo, Designer e HTML.

INSCREVA-SE NO NOSSO CANAL!

Tecnologia do Blogger.

ESTAMOS NO FACEBOOK

LEITURA ONLINE

PARCEIROS

MAPA DO SITE

- FILMES:

PERSONAGENS:


POR TRÁS DAS CÂMERAS:

PERSONAGENS:






POR TRÁS DAS CÂMERAS:
Devil's Flight 

Roteiro/Script (em breve)


Conexões

DOCUMENTÁRIOS:

ORIGINAIS:

TÍTULOS:

LEITURA ONLINE:
Spring Break #2
Spring Break #3 (Em Breve)

Spring Break #4 (Em Breve)

Spring Break #5 (Em Breve)

CONTEÚDO EXCLUSIVO