Escrito por: Rebecca Levene
Data de publicação: 7 de junho de 2005
Publicado por: Black Flame

Final Destination: End of The Line (Destino Final: Fim da Linha) é um livro escrito por Rebecca Levene, o terceiro da série Black Flame, baseado na premissa do filme.

Resumo oficial

Um grupo internacional de estudantes está esperando viver a vida selvagem em um intercâmbio cultural em Nova Yorque, mas logo se encontram como os únicos sobreviventes de um horrível acidente de metrô. Uma jovem doutora tratando as vítimas diz a eles que eles deveriam ter morrido no acideente, mas eles só descartam a idéia como uma fantasia sem sentido. Quando o grupo começa  a morrer de maneiras bizarras e grotescas, lentamente se torna evidente que forças negras estão jogando.
Ninguém vive de graça, e esses jovens vão pagar com suas vidas!

Ninguém engana a Morte.


_____________________________________________________________________


Resumo completo

Nota: Existem muitas outras cenas no livro que não serão mencionadas aqui.

O prólogo conta a história de uma jovem enfermeira chamada Kate Shelley que decide entrar numa brincadeira em que os membros da equipe injetam no corpo uma droga anestésica chamada Suxametônio. Na vez de Kate, a máquina de oxigênio usada pra trazer os jovens de volta acaba falhando e ela morre. Então a máquina volta a funcionar e Kate volta à vida.

Rinoka Aratsu é uma jovem japonesa de 18 anos viciada em ecstasy, mangás e música eletrônica. Ela está numa balada e diz a uma amiga que em breve vai para o aeroporto para pegar o avião para Nova Yorque.

Peter Hoffman é um jovem alemão que vive com o pai. Sua mãe morrera dando a luz a ele, e por isso ele carrega uma culpa enorme sobre a morte dela. Ele também está se preparando para ir para um intercâmbio cultural em Nova Yorque.

Enquanto isso, Kate Shelley está na calçada, andando em direção ao hospital, quando vê a cabeça de um taxista pegando fogo. Ela grita e percebe que nada daquilo estava acontecendo. De repente o táxi é atingido por um caminhão e o taxista acaba morrendo da mesma maneira que Kate vira.

Bodil Raden é uma garota dinamarquesa que também está esperando o voo para Nova Yorque. Seus pais são ricos e nunca ligaram muito para ela. Antes do embarque, Bodil corre para o banheiro para dar descarga num pacote de maconha que está carregando, mas perde a coragem e o engole.

James Barker é um jovem inglês arrogante que está numa escala de seu voo para Nova Yorque. Enquanto espera o avião decolar novamente, uma garota drogada senta-se ao seu lado.

Danny e Louise King são irmãos gêmeos californianos. Ambos estão indo para Nova Yorque com suas motocicletas.

O grupo acaba se conhecendo num albergue em Nova Yorque. Eles também conhecem uma senhora chamada Mary-Beth Bradbury, a responsável pelo intercâmbio.

Kate continua tendo visões bizarras.

Após um dia visitando museus tradicionais, os jovens decidem dar uma escapada para aproveitar melhor a cidade. O grupo encontra um parque de diversões abandonado e começam a escalar os brinquedos antigos. Louise e Danny avistam um parque de diversões em funcionamento no horizonte – mas desligado no momento, e o grupo decide ir para lá.

Enquanto cuidava de um paciente, Kate tem uma alucinação em que vê um buraco na cabeça de um senhor. Ela mal se controla e acaba dizendo que ele ia levar um tiro.

Após entrarem no parque, o grupo entra num trem fantasma.
Assim que o brinquedo entra em funcionamento, Danny acorda num metrô. Ele conversa com os outros normalmente até que o metrô em que ele estava pára de repente. As luzes se apagam e então outro metrô vem pela mesma linha e acaba se chocando com o metrô do grupo.
Danny acorda da visão e começa a vomitar. Logo, percebe que a polícia já está no local.

O paciente de Kate é um traficante chamado Tony Forelli. Ele conta sobre a enfermeira louca para um parceiro chamado Tiny Tim, e diz que precisa saber mais sobre ela.

Após uma longa noite e de um sermão pesado de Mary-Beth, o grupo continua os passeios por Nova Yorque. Eles entram no metrô e Danny começa a pirar sobre sua visão. Então o metrô pára e as luzes se apagam. Danny e James abrem a porta do vagão e começam a se afastar com o grupo desconfiado e um idoso chamado Jack Cohen quando ouvem o som do outro metrô se aproximando. Rinoka machuca os pés ao cair do vagão e os metrôs colidem.
Incapaz de correr, Rinoka é atingida por um dos destroços e vai parar no hospital.

SINAIS/INDÍCIOS
* Quando o grupo está almoçando num restaurante, as vibrações causadas pelo metrô passando abaixo faz uma garrafa de ketchup cair da mesa e quebrar, criando uma massa que presumivelmente lembrava sangue.
* Quando entrava no metrô, Danny vê a sombra de um trem indo em direção a uma parede de tijolos, pronto para bater.
* Danny vê um sem-teto louco segurando uma placa dizendo, "Arrependam-se Agora. Amanhã é tarde demais".
* Danny choca-se com um homem que o diz, "Crianças como você, não deveriam ser permitidas. Deveriam ser levadas daqui..."
* Antes de embarcar no metrô, Danny vê grafite riscado no lado dele dizendo: "MORRAM FILHOS DA MÃE."
* Danny vê um jovem asiático ouvindo "Crazy Train" de Ozzy Osbourne.
* Louise encontra uma cópia de Assassinato no Oriente Expresso  e começa a lê-lo.
* O livro que Louise encontra é o mesmo livro que a mãe de Peter leu antes de morrer.
* O nome da estação, "32nd Street", é uma referência a Rota 23.

O grupo vai para o hospital também. Todos estão preocupados com Rinoka e com Danny. Então, o grupo decide voltar para o albergue e esperar a saída de Rinoka.

Rinoka acorda com o rosto enfaixado. Ela discute com uma enfermeira, que sai do quarto sem dar atenção para ela. Então gotas de água começam a cair do teto e ela acaba caindo da cama. Ela não consegue andar, pois ainda tem sedativos no corpo. Ela não consegue chamar os enfermeiros e percebe que o quarto está totalmente alagado. Então ela vê os fios elétricos que podem eletrocutá-la, e assim que uma das máquinas cai, ela se arrasta para um canto seco do chão. Ela olha para cima a tempo de ver uma banheira caindo na direção dela, matando-a.

SINAIS/INDÍCIOS

* Na premonição do metrô, Rinoka morreu quando uma porta soltou-se e a atingiu horizontalmente na metade do tronco.

* Rinoka evitou a morte três vezes. Ela quase morreu durante o acidente, quando uma porta partiu-a ao meio, quase foi empalada por instrumentos cirúrgicos pontudos e foi quase eletrocutada pelo aparelho que caiu na água.

* Andrew Williams, o paciente que tomava banho no quarto acima de Rinoka, percebe uma brisa leve, que parece não ter origem, passando pelo quarto assim que entrou na banheira.

* Como Andrew, Rinoka percebe uma brisa soprando o quarto, assim que a água da banheira do andar superior começa a pingar pelo telhado.

* O espaço seco que Rinoka rolou no chão para evitar ser eletrocutada, era, ela percebeu, tinha o mesmo tamanho de um caixão ou um sarcófago.

* Após a morte de Rinoka, Kate Shelley tem um sonho onde um homem, presumivelmente a morte, pega um pedaço de papel contendo os nomes dos sobreviventes do acidente dela. Riscando o nome de Rinoka, o homem devolve o papel a Kate antes dela acordar.

* Rinoka morre de uma maneira similar a Jonathan Groves.

* Em entrevistas, Jackson Walker, o ator que interpretou Jonathan Groves afirmou que sua morte no filme era um tributo a um dos livros da série. 


Kate vai até o albergue e conta aos garotos sobre a morte de Rinoka. Eles ficam apavorados e com pena.

No dia seguinte, Kate e o grupo (em separado) decidem ir para o zoológico. Mary-Beth conta para Peter que anos antes, ela e seu marido sofreram um acidente de carro. Mary-Beth estava grávida, e na mesa de parto, fora dito ao seu marido para escolher – o filho ou a esposa. Ele escolheu a esposa. Mary-Beth não perdoou seu marido e separou-se dele. Em seguida, Peter acaba se desentendendo com um grupo de jovens que zombara de Mary-Beth, e para não apanhar, sai correndo com ela. Ambos entram num restaurante do zoológico.
Peter não vira uma aranha subir em suas costas, a mesma aranha que voou numa cozinheira do restaurante. A cozinheira jogou a panela de óleo quente na cozinha, que acabou pegando fogo. Mary-Beth sai correndo e percebe que Peter está desmaiado dentro do restaurante. Um bombeiro o salva.
Outro bombeiro corre em direção ao restaurante com um jato de água, mas acaba escorregando numa bolsa. Ele redireciona o jato de água em Peter, que é arremessado da plataforma em que estavam. O grupo corre e vê Peter cair sobre uma gazela. Os chifres do animal atravessam seu peito e ele morre ali mesmo.

SINAIS/INDÍCIOS

* Na visão do acidente de metrô, Peter morreu quando foi esmagado por uma porta de metal.

* Após conversar com Mary-Beth, Peter sente um calafrio.

* Quando o sol é bloqueado por uma nuvem e lança várias sombras no membro da gangue, Peter percebe que seu rosto parece com uma caveira.

* Imediatamente antes de ser atingido pela água, um forte pó sai do cano em direção a Peter.

* Mesmo vendo Peter caindo, a gazela não tenta sair do caminho e nem mesmo se mover.

* Segundos antes de morrer, Peter se lembra da frase: "O vale da sombra da morte."



O grupo começa a acreditar na teoria de Danny.

Danny vai com Kate para o apartamento dela. Eles descobrem na internet vários casos de pessoas que sobreviveram a algum acidente, e morreram em outros, dias depois. Então Brad, o namorado de Kate, entra no apartamento.

Louise vai até a casa de Jack Cohen, o homem idoso que também havia se salvado no acidente do metrô. Louise começa a sentir simpatia pelo senhor. Ela conta a ele sobre a teoria de Danny, que acredita.

Brad discute com Kate. Ele está tenso, pois ela estava confusa com todos aqueles lances de sonhos e visões que estava tendo, e então aparece com outro cara em casa.

O grupo vai ao hospital para tentar descobrir algum detalhe a mais sobre a morte de Rinoka, que pode ajudá-los a decidir o que fazer. Então eles conhecem um agente funerário – o nome não é revelado, contudo as descrições remetem a William Bludworth, o que é plausível, já que autores da Black Flame não podem utilizar personagens dos filmes em seus livros. O agente funerário mostra ao grupo os restos de Rinoka e diz fatos aleatórios sobre a morte. Ele também conta que, uma vez que se encara a morte de frente, você muda. Devido as mudanças, você se torna uma peça que já não se encaixa no tabuleiro dela, e fica fora da lista.
O grupo sai do hospital e uma chuva começa a cair. Então Kate se aproxima e começa a conversar com Danny enquanto o grupo espera.
Danny percebe que algo está errado e sai empurrando todo mundo do local em que estavam, bem a tempo de evitar que todos fossem atingidos por um scanner enorme de ressonância magnética, que se soltara de um guindaste.

O grupo vai para o Central Park, junto com Jack Cohen. Então Danny e Kate começam a sentir um clima e vão para o apartamento dela, deixando o resto do grupo. Danny e Kate começam a transar.

Jack Cohen e Mary-Beth ouvem uma música tocando e ambos começam a dançar no parque.

Brad entra no apartamento e vê ambos no rala e rola.

Jack escorrega numa casca de banana e atinge o chão de cara. Então ele suspira e começa a conversar com o grupo enquanto ainda está encostado no chão. Está anoitecendo, por isso eles não enxergam muito bem.
Então Jack levanta-se, e todos percebem o saca-rolha que entrou na cavidade ocular dele. Por instinto ele puxa o saca-rolha, arrancando inadvertidamente um pedaço do próprio cérebro. Ele estuda o saca-rolha por um momento, então cai morto.

SINAIS/INDÍCIOS

* Jack quase morreu quando encontrou com todos os sobreviventes no hospital. Devido à chuva pesada, um scanner de ressonância magnética se solta de um guindaste e quase esmaga o grupo, contudo Danny consegue tirar todos do caminho a tempo.

* O som que Jack e Mary-Beth dançam era "Only Fools Fall in Love", que literalmente significa "Somente os Bobos Caem no Amor" (se apaixonam).

* Louise sente um calafrio antes de Jack cair.

* Imediatamente após ele cair, o sol se esconde e o céu fica escuro.


Brad começa a gritar com Kate e Danny, então de repente cai no chão. Tim, o parceiro do traficante, havia atirado nele e estava parado na porta, encarando ambos.

Danny acorda num armazém, pendurado num gancho apenas pelas mãos. Kate está da mesma maneira, na frente dele. Tim conta que Tony morreu, e que Kate tinha o dito sobre levar um tiro na cabeça. Tim quer saber de qual gangue Kate pertence.

Louise sai para procurar Danny.

Mary-Beth, Bodil e James estavam esperando numa delegacia. Começa um tiroteio entre ladrões e policiais, e os três se abaixam. O tiroteio acaba e os três levantam-se, intactos, e percebem que todos na delegacia estão mortos. Eles saem pela rua e começam a andar em direção ao albergue, e ao passar por uma estrutura metálica de construções, tudo começa a tombar.
Uma serra elétrica cai e acaba ligando-se ao mesmo tempo em que uma barra de ferro prende a tomada dela no plugue. O grupo corre em direção à calçada. A serra elétrica passa acima do grupo, então o cabo de energia alcança seu ápice e ela volta em direção a um poste. Devido à alta velocidade, a serra elétrica começa a enrolar-se no poste, e atinge o pescoço de Mary-Beth. A serra elétrica continua o ciclo e passa na cintura de Mary-Beth, e depois nas pernas dela. Aí que James acredita.

SINAIS/INDICIOS

* Mary-Beth quase morreu duas vezes antes do incidente com a serra - elétrica. Devido à chuva pesada, um scanner de ressonância magnética se solta de um guindaste e quase esmaga o grupo, contudo Danny consegue tirar todos do caminho a tempo, e quase morreu no tiroteio na delegacia.

* No hotel, Mary-Beth percebe um esqueleto estranho usando um chapéu.

* Antes da estrutura cair, Mary-Beth sente o vento esfriando.



O GPS de Louise indica que Danny está em um lugar no sul de Nova Yorque. Ela pega um táxi em direção ao albergue e pega sua moto.

Tim começa a torturar Danny.

Bodil e James conversam por um tempo, então ela diz que é melhor ambos aproveitarem o que resta. Eles começam a transar e então abelhas começam a sair de uma rachadura no teto do quarto. Ao mesmo tempo o quarto começa a pegar fogo devido a um chumaço de drogas que Bodil tinha acendido e jogado momentos antes. Eles não conseguem sair do quarto, pois tinham pregado tábuas na porta para se protegerem da morte. Ambos começam a tentar abrir a janela. Quando abre, devido à força que estava investindo, James cai do lado de fora e Bodil segura-o, momentos depois de ter conseguido apagar o fogo com um extintor. As abelhas saem pela janela, mas Bodil não consegue puxar James de volta. Ele segura-se no peitoril e ela corre e pega uma corrente de ferro. Ela prende-o na janela e tira as tábuas da porta. Ela sai do lado de fora e vê que James está pendurado no segundo andar, e logo abaixo dele um caminhão está estacionado. Ela escala o caminhão e quando vai soltar o braço dele, o caminhão começa a andar. O braço de James é arrancado. Ambos continuam equilibrando-se acima do caminhão, quando ele faz uma curva. Ambos caem e atravessam a vidraça de uma loja de utensílios domésticos. Devido ao peso e velocidade, ambos atingem inúmeras pontas de guarda-chuvas que estavam presos num armário. As pontas empalam inúmeras partes dos corpos e ambos morrem.

SINAIS/INDICIOS

* James e Bodil quase morreram duas vezes antes do incidente com os guarda-chuvas. Devido à chuva pesada, um scanner de ressonância magnética se solta de um guindaste e quase esmaga o grupo, contudo Danny consegue tirar todos do caminho a tempo. Eles também quase foram atingidos no tiroteio na delegacia.

* James quase morreu quando foi jogado pra fora da janela, mas foi salvo por Bodil. Ironicamente, não muito tempo depois, seu braço foi arrancado e jogado numa loja.

* Enquanto atravessava a cidade, Danny vê a loja mostrando os guarda-chuvas pontudos e potencialmente perigosos. Essa é provavelmente a mesma loja que ambos foram arremessados.

* Na visão de Danny, Bodil morreu quando destroços atravessaram seu crânio.


Louise invadiu o armazém com sua moto, arrebentando uma parede. Ela atinge Tim, que é arremessado contra um gancho, e morre. Louise leva os dois para o hotel, e descobrem que Bodil, James e Mary-Beth estão mortos. Então Kate decide levá-los para uma parte deserta do hospital. Ela conta a eles que tinha morrido devido ao Suxametônio e tinha voltado à vida. Ela diz que talvez assim todos pudessem ficar fora da lista da morte. Ela injeta em Louise, que começa a convulsionar. Então percebe que aplicou o anestésico errado. Danny começa a pirar e Kate se lembra da Adrenalina, um componente que pode trazê-la de volta. Louise volta a vida e começa a brigar com Kate. Louise diz que a pessoa que tinha mudado era Kate, pois tinha morrido e tinha voltado à vida trazendo algo diferente nela, a morte. Kate começa a lembrar-se e descobre que inadvertidamente, causou a morte de todos do grupo. Ela esqueceu um paciente na banheira – mesma banheira que pesou e caiu, matando Rinoka, a bolsa que fez o bombeiro escorregar na morte de Peter era dela, ela quem jogou a casca de banana que matou Jack, ela que passava todos os dias pela estrutura metálica da construção e se apoiava na base, afrouxando o parafuso, ela parou Danny no hospital para conversar, e por isso tinha colocado todos no caminho do scanner que caíra, ela tinha estado no banheiro acima do quarto de Bodil e James, e tinha feito a água descer por uma rachadura no chão, água que atingiu o enxame de abelhas e as fez descer no quarto de ambos, e ela que injetara o líquido errado em Louise.
Ela percebe que irá matar Danny de alguma maneira, então pega uma seringa e afinca-a no próprio coração, rasgando-o e finalmente, matando a si mesma.

Alguns meses depois, Danny e Louise, agora recuperados de tudo, estão passeando de moto pelo deserto. E então, Danny começa a perder o controle da motocicleta e não consegue freá-la. Ele cai no abismo e tem um flashback de Louise verificando seus freios, momentos antes.
E se lembra que por um momento, Louise também havia morrido. E, assim como Kate, Louise também tinha virado uma servente da morte.

SINAIS/INDICIOS

* Quando procurava por sinais sobre a morte no apartamento de Kate, Danny vê uma animação flash mostrando um crânio dizendo-o que ele estava na lista da morte e só havia uma maneira de sair.

* Danny quase foi morto por Tim.

* Nos filmes, os personagens costumam ter sobrenomes que remetem a diretores ou produtores de filmes de terror. É possível que o sobrenome de Danny seja uma referência ao famoso escritor de terror, Stephen King.




Ver também:


* Final Destination: Dead Reckoning
* Final Destination: Destination Zero
* Excertos de Final Destination: End of The Line





Comente com o Facebook:

2 comentários:

  1. gostei desse resumo esse livro parece ser melhor que os dois primeiros só não entendi duas coisa ele caiu ejm um abismo mesmo? e a louise fez isso de proposito?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ele caiu no abismo e o livro acaba. A Louise não fez isso de propósito, ela apenas se tornou uma serva da morte, assim como a Kate.

      Excluir

REST IN PIECES

Fique por dentro das novidades da franquia Final Destination! RIPB é a maior fonte brasileira de informações sobre os filmes, contando com um acervo de personagens, curiosidades, detalhes de making-of, sinais de mortes, tradução de livros, fotos exclusivas, roteiros, erros, músicas, atores e muito mais.
Aprovado por Jeffrey Reddick!

SOBREVIVENTES

Vinicius Camargo: Administrador, Tradutor, Editor, Criador de Conteúdo, Galerias, Roteiros.

Otávio Azevedo: Editor, Criador de Conteúdo, Downloads, Vídeos, Edições.

Rafael Araújo: Criador de Conteúdo.

Andrew Bianchinne: Editor, Criador de Conteúdo, Designer e HTML.

INSCREVA-SE NO NOSSO CANAL!

Tecnologia do Blogger.

ESTAMOS NO FACEBOOK

LEITURA ONLINE

PARCEIROS

MAPA DO SITE

- FILMES:

PERSONAGENS:


POR TRÁS DAS CÂMERAS:

PERSONAGENS:






POR TRÁS DAS CÂMERAS:
Devil's Flight 

Roteiro/Script (em breve)


Conexões

DOCUMENTÁRIOS:

ORIGINAIS:

TÍTULOS:

LEITURA ONLINE:
Spring Break #2
Spring Break #3 (Em Breve)

Spring Break #4 (Em Breve)

Spring Break #5 (Em Breve)

CONTEÚDO EXCLUSIVO