GET THE HELL OUT OF MY NECK MOTHAFUCKA
Eaê reapers! 
Enquanto a coragem não chega pra montarmos a postagem do Director's Cut de FD1, decidi inaugurar uma coluna; quadro - enfim, um tipo de postagem nova. 

Ao longo dos dias, irei postando as "lost scenes" da série. Na tradução dolorosa e óbvia, "cenas perdidas". As cenas perdidas são cenas inéditas, nunca antes vistas ou divulgadas em qualquer veículo relacionado a série. O fato é, eu sequer tenho essas cenas. Mas eu presumo que elas - um dia - foram gravadas pois primeiro - elas estavam no roteiro final, e segundo - existem stills disponíveis. A total integridade da cena eu não posso garantir, mas de um jeito ou de outro - presumo que elas estão por aí... em algum lugar... esperando até a série completar 50 anos e um super blu-ray (ou o que estiver em alta daqui a 40 anos) for lançado no mercado. 
Vou postar cenas alternativas que mereçam destaque, cenas deletadas, cenas deletadas dos livros (que obviamente não foram gravadas, err) - tudo isso a partir dos roteiros e das fotos. 

Espero que vocês recebam bem isso aqui. Faz um mês que não atualizo Spring Break e ninguém cobrou. D:

Enfim - nada mais justo do que começarmos com uma cena cobrada por tantos. O quase-atropelamento da jovem e sensual Clear Rivers.

(OBS: Vocês podem ler o roteiro online aqui no site. Não vou traduzir o roteiro palavra-por-palavra aqui, vou dar uma adaptada... postar os diálogos e descrever as cenas sem o POV fantastic-wacked de James Wong e Glen Morgan). E sim, eu inventei essa palavra.

A cena a seguir acontece logo após o Willian Bludworth dizer: "I'll see you soon" (Vejo vocês em breve). No filme, acredito que após essa linha do Blud, temos um corte para Clear e Alex já tomando seus respectivos assentos no café (no fatídico dia em que Terry explodiu). Bom, a versão inicial dessa cena (pelo menos no roteiro) era mais longa. Ok, meus comentários sobre a utilidade da cena vão por último.

Willian Bludworth: Vejo vocês em breve...

A cena corta pro dia seguinte. Com uma FREADA BARULHENTA, um ônibus público surge na tela e pára. As portas CHIAM e abrem. 

Clear: O agente funerário tava zoando.

Clear e Alex descem do ônibus e saem andando.

Clear: Ele tava viajando no formol.

Clear começa a cruzar outra rua - mas Alex segura-a e puxa-a para trás, esperando o ônibus se mover. Ele concorda como se estivesse dizendo, "é seguro agora". Alex age como se tudo ao redor fosse potencialmente mortal.

Alex: Ele disse que a Morte tem um padrão. Só que antes dele dizer aquilo, eu já estava vendo padrões.

Clear (sarcástica): Em flanelas e xadrez? (Nota: Aparentemente, era uma piada engraçadinha para a época).

Ambos passam por uma construção barulhenta. Alex olha pra cima. Uma corda é erguida e desaparece do frame.

Alex: Quantos morreram no voo 180? Do nosso grupo? 

Clear: Trinta e nove.

Alex: Se lembra do número do portão?

Clear pensa. Alex continua paranóico.

Clear: Não.

Alex: Trinta e nove.

Alex paranóico...

Alex: Se lembra do horário de partida?

Clear: Hmmm... 9:25?

Ambos alcançam uma interseção. Alex empurra o botão do semáforo para pedestres acender (aparentemente isso existe), então se afasta pra longe da curva. 
O sinal continua vermelho.

Alex: Sabe quando eu nasci?

Clear suspira. Impaciente.

Clear: 9:25?

Alex: Isso. 25 de setembro.

Clear: Espera. Achei que você quis dizer o horário do seu nascimento. Nove/Vinte-cinco, tipo, mês e dia... isso aí é exagero.

O sinal vermelho muda para o sinal branco para pedestre.

Clear dá um passo fora da calçada e Alex puxa-a de volta, olhando pra ambos os lados, ainda assustado por ela estar o desafiando.



Alex: Meu aniversário tem os mesmos números do horário em que eu deveria morrer! Isso é exagero?

VROOOOOM! Um carro atravessa a rua, RASGANDO a interseção. Assim que o mesmo passa, Alex gruda no braço de Clear e arrasta-a pela rua. 



Clear: Você tá parecendo aquelas pessoas, sabe... "Oswald atirou em Kennedy de um armazém e se escondeu num teatro, e Booth atirou em Lincoln num teatro e se escondeu num armazém..."

A câmera mostra Schreck e Weine num carro normal. Ambos vigiam Alex e Clear...

Billy chega com sua bike e a cena continua como todos nós cansamos de saber.

Bom, todos sabemos que alguns desses diálogos foram para o filme. Contudo a cena não. Pessoalmente, eu gosto da maneira com que tudo foi introduzido aqui, principalmente com as dúzias de sinais disparados em nossa direção em relação a morte de Terry, que acontece momentos depois. Ou vocês acham que o ônibus surgindo do nada no começo do cena não seria eficaz? As portas abrindo... o chiado, fazia sentido. Há mais um prenúncio momentos depois, Alex puxando Clear pra si de dois em dois segundos, uma "corda sendo puxada para cima" num andaime de construção, algo assim. Seria uma cena de diálogos favorita de muitos aqui. Mas o motivo da exclusão... bom... leia abaixo.

Se eu não me engano, há um tempo atrás um carinha perguntou ao Craig o motivo da cena ter sido deletada. Craig Perry explicou que era uma cena que não contribuía com o movimento do filme. Diminuía demais o fluxo. Em partes, eu concordo. Contudo, nos faz pensar se o motivo da exclusão não foi, além do óbvio lance do fluxo do filme, foi porque a cena ferraria o conceito da lista da morte. Porque a morte tentaria matar Clear se ainda não é a vez dela? 

E claro, como mencionado dois parágrafos acima, é o lance dos prenúncios. Aqueles últimos momentos da atuação vibrante de Amanda Detmer "Terry Chaney" antes de ser atingida pelo ônibus, são despedaçados numa explosão de sangue - e surpresa. Imagina o quanto a cena seria menos impactante se já soubéssemos que Terry seria atropelada? E em um filme como Premonição, com todo esse lance de prenúncios, inúmeros fãs de terror já sacariam que alguém seria atropelado assim que Alex puxasse Clear da rua pela segunda vez. Pois prenúncios são interessantes, mas são ainda mais quando sutis. Não seria tão legal se fossemos atingidos bem na cara por prenúncios exagerados. 

Então, claro que todos queremos ver essa cena. Mas certamente, a exclusão foi um ponto positivo ao filme. E vocês, o que acham?

Fiquem ligados no RIP pras próximas edições de "LOST SCENES"!

Comente com o Facebook:

0 comentários:

Postar um comentário

REST IN PIECES

Fique por dentro das novidades da franquia Final Destination! RIPB é a maior fonte brasileira de informações sobre os filmes, contando com um acervo de personagens, curiosidades, detalhes de making-of, sinais de mortes, tradução de livros, fotos exclusivas, roteiros, erros, músicas, atores e muito mais.
Aprovado por Jeffrey Reddick!

SOBREVIVENTES

Vinicius Camargo: Administrador, Tradutor, Editor, Criador de Conteúdo, Galerias, Roteiros.

Otávio Azevedo: Editor, Criador de Conteúdo, Downloads, Vídeos, Edições.

Rafael Araújo: Criador de Conteúdo.

Andrew Bianchinne: Editor, Criador de Conteúdo, Designer e HTML.

INSCREVA-SE NO NOSSO CANAL!

Tecnologia do Blogger.

ESTAMOS NO FACEBOOK

LEITURA ONLINE

PARCEIROS

MAPA DO SITE

- FILMES:

PERSONAGENS:


POR TRÁS DAS CÂMERAS:

PERSONAGENS:






POR TRÁS DAS CÂMERAS:
Devil's Flight 

Roteiro/Script (em breve)


Conexões

DOCUMENTÁRIOS:

ORIGINAIS:

TÍTULOS:

LEITURA ONLINE:
Spring Break #2
Spring Break #3 (Em Breve)

Spring Break #4 (Em Breve)

Spring Break #5 (Em Breve)

CONTEÚDO EXCLUSIVO